10 dicas para planejar uma viagem internacional

Atualizado: 8 de mai.

Organizar uma viagem é sempre um misto de felicidade, ansiedade e expectativa não é mesmo? Ficamos sempre preocupados em não esquecer nadica de nada. Ainda mais, se tratando de uma viagem internacional!


Pensando nisso, fiz uma lista de 10 itens importantes para os primeiros passos nessa organização.




1- Destino(s) e passagens

Pesquisar o destino dos seus sonhos já é o começo da viagem. Curta esse momento!


Uma vez decidido o destino, é bom pesquisar logo os preços das passagens, pois eles sofrem variações constantemente.


Assim que encontrar uma boa oferta, garanta sua passagem. Fazer isso com antecedência, te dará tempo para planejar toda a viagem com calma, aproveitando boas oportunidades.


Dica extra: Caso não fale o idioma oficial do país escolhido, procure pelo menos aprender algumas palavras básicas. Por exemplo, qualquer pergunta de informação começa com, Bom dia e por favor, sem esquecer o obrigado no final. É simpático e pode acreditar que isso faz toda diferença.


Na sua pesquisa de passagens aéreas, fique atento sobre a quantidade de horas do voo e se tem conexões, para não ter surpresas.



Nas conexões, você terá que trocar de avião, então é importante observar o tempo entre uma conexão e outra na hora de escolher o voo, para não precisar ficar horas no aeroporto aguardando.




Um voo direto é sempre mais caro. Na maioria das vezes vale mais a pena comprar um voo com conexão, mas cuidado para não pegar horas excessivas entre um voo e outro. Existem alguns sites muito bons para essa pesquisa de passagens, onde você poderá comparar preços, escalas, tempo e custo-benefício. Por exemplo: Sky Scanner, decolar, Kayak…


2 – Passaporte


O passaporte é o documento que você vai usar estando fora do Brasil. É um documento padrão que você irá apresentar não somente nos aeroportos, alfandega, como também em qualquer outro local, como um hotel ou locadora de carros, por exemplo.


Preencha o formulário no site da Polícia Federal, onde você paga a taxa e agenda a data e local mais próximo de você, para levar todos os documentos necessários.





Não deixe para tirar o passaporte em cima da hora, pois o prazo de entrega pode demorar. Se você já tem um passaporte verifique a data de validade e se precisa fazer uma nova emissão.







3 – Visto


Verifique se o país que você deseja visitar exige visto. Geralmente os países na Europa que pertencem ao espaço Schengen, não exigem visto de brasileiros que pretendem ficar no máximo 90 dias.




Zaanse Schans - Holanda
São 26 países que pertencem ao espaço Schengen, você pode conferir a lista aqui. E ver se o destino que escolheu faz parte. Caso o país de destino exija visto, você precisará ir ao consulado do país escolhido, para pedir o seu visto.



4 - Vacinas

Certifique-se quais são as vacinas obrigatórias que seu país de destino exige e veja se todas as suas vacinas estão em dia. Caso não estejam em dia, como febre amarela e Covid-19, por exemplo, sua entrada no país pode ser negada.


Solicite pelo site oficial da Anvisa o Certificado internacional de vacinação ou profilaxia ( CIVP). O Certificado é emitido gratuitamente pela Anvisa.



5 - Seguro Viagem


O seguro viagem é obrigatório para vários países. Além disso, eu considero bem importante ter um seguro para cobrir custos de alguma eventualidade durante a viagem. Muitas vezes você nem vai usar, mas em outras vai agradecer ter a cobertura e não precisar gastar uma fortuna com uma simples consulta, um curativo ou um dentista de emergência.


Alguns seguros cobrem também situações como extravio de bagagem, despesas com prorrogação de estadia...enfim, vale observar bem quais são as coberturas oferecidas pela seguradora.


Dica extra: Verifique com o seu cartão de crédito; algumas bandeiras como Visa e Mastercard (dependendo do seu tipo de cartão) oferecem de forma gratuita o seguro viagem, na compra da passagem efetuada com o cartão.


6- Chip internacional


É muito importante ter um celular com um chip internacional durante sua viagem. Mesmo que o lugar onde estiver hospedado tenha wi-fi, você poderá precisar durante os passeios. Tanto para se comunicar pelo WhatsApp, como para usar alguns outros aplicativos como Uber, waze, Maps e até chamadas locais.


Dica extra: Você pode sair do Brasil já com seu chip internacional, que é uma boa escolha, ou comprar um assim que chegar lá. Mas atenção, nos aeroportos os chips costumam ser bem mais caros. Portanto se resolver adquirir seu chip quando chegar no seu destino, faça antes uma pesquisa dos pontos de vendas.



7 - estadias


Com as passagens já compradas, é hora de pesquisar as estadias. Aaah, é sempre uma delícia pesquisar os lugares de hospedagem.


Faça suas reservas com antecedência para garantir bom preço e boa localização.


Nossa casa Airbnb, em Aalsmeer, Holanda

Uma boa dica é ver as opções no site do Airbnb, a plataforma oferece opções de apartamentos, casas e quartos. Eu particularmente gosto bastante, pois além do conforto, espaço e privacidade, pode ser uma ótima economia na alimentação, podendo preparar suas refeições com deliciosos ingredientes locais.










8 - Quanto levar

Calcule um gasto diário com transporte, alimentação e passeios extras, e multiplique pelos dias de viagem.



Dica extra: Você pode comprar online passagens de trens, entradas para museus e outras atrações turísticas, antes de viajar. Assim você economizará tempo e no caso do transporte poderá conseguir melhores preços comprando com antecedência




9 - Cópias de documentos

Mesmo que você tenha no seu celular, todos os comprovantes pagos, como reservas de hotéis, casas, passagens de trens, seguro viagem...etc, eu te aconselho levar na sua bagagem de mão, cópias impressas desses documentos.


Porque isso, com tudo informatizado hoje em dia?

Por isso mesmo. Você pode ficar sem bateria, pode não conseguir acessar no momento que precisa.


Por exemplo, na imigração podem exigir a comprovação de alguns documentos. Como seguro viagem, passagens de volta e valor mínimo em dinheiro.


Os comprovantes de pagamentos das estadias, transporte interno e passeios, além do seu limite internacional no cartão de crédito, somados a quantidade de dinheiro que está levando, servem como comprovante do valor mínimo exigido para entrada no país.


Dica extra: Deixe uma cópia de seu roteiro com algum parente, caso aconteça alguma emergência e precisar de ajuda, isso facilitará bastante.


10 - Organizando o roteiro



Planeje com calma, sonhe com o destino, afinal, lembrando mais uma vez, a viagem começa com o planejamento. Pesquise detalhes sobre os locais que deseja conhecer.


Consulte sites com dicas e vivências de quem já viajou para o local que você escolheu.


Aqui nesse site mesmo, quem sabe você encontrará seu destino, e se inspirar com nossas vivências, além de aproveitar todas as dicas.


Boa viagem!

Bon voyage!

Buon viaggio!

Buen viaje!

Have a nice trip!









2 comentários