A beleza do Cantão de Fribourg!

Atualizado: 22 de ago. de 2021


Reserve um dia ou dois para conhecer a pitoresca cidade de Gruyères e seu entorno!




Acordamos bem cedo para conhecer essa famosa região no Cantão de Friburgo. A programação era intensa e estávamos cheios de expectativas. Nosso ponto de partida foi a cidade de Bulle, mais precisamente na boulangerie em frente a estação de trem, onde tomamos nosso petit déjeuner, a base de croissants, capuccinos e pain au chocolat.




O roteiro agradava a todos, castelos cheios de histórias, tour na fábrica de chocolates, degustação e fabricação de queijos gruyére... e no meio dessa comunhão de desejos, uma caminhada pelos incríveis desfiladeiros de Gorges de la Jogne.




Tão logo que chegamos ao sopé dos pré-Alpes, tive a sensação de mergulhar no passado. Ali está localizada a cidade medieval de Gruyères, com suas muralhas e seu grandioso castelo do século XIII.


Castelo dos Condes de Gruyères

E foi com esse sentimento, que caminhamos nos paralelepípedos da rua principal, admirando as construções que passaram por poucas mudanças ao longo dos séculos, deixando visível paixão em manter a tradição.



Estávamos em pleno verão e o calor não dava trégua, mas por sorte, as fontes espalhadas pela cidade, generosamente jorravam águas límpidas e geladas, proporcionando um alívio delicioso aos sedentos.



Diversas lojas de souvenires e restaurantes com comidas típicas como fondue, rostie, raclete e queijos estavam abertos e prontos para receber os visitantes, que circulavam por ali sem pressa.







jardins do Castelo dos Condes de Gruyères

Observando todos os detalhes, seguimos até o final da rua a fim de conhecer o Castelo dos Condes de Gruyères. Com seus jardins de canteiros impecáveis, a majestosa construção hoje funciona como museu, e traz séculos de histórias da arquitetura, da cultura e da região.



bar H.R. Giger

Nossa próxima parada foi o castelo St. Germain, no meio do centro histórico. O local abriga o instigante museu de H.R.Giger, artista vencedor do prêmio Oscar de melhores efeitos visuais. Aliás foi sensacional encontrar sua obra Alien, o 8° passageiro, e conhecer suas pinturas e esculturas mais importantes! E tão divertido quanto, foi apreciar seu pequeno bar de decoração exótica.






Museu do Tibete

Outra atração que me cativou foi o Museu do Tibete, inaugurado em 2009 com mais de 300 esculturas budistas, pinturas e obras de rituais de diferentes regiões do Himalaia.









Depois absorver todo o encanto da cidade de Gruyères, dirigimos por uma belíssima estrada até o vale Charmey, rumo à pequena e simpática fábrica de queijos da família Biland. Para minha alegria e satisfação dos sentidos, acompanhamos a fabricação do maravilhoso queijo gruyère, com direito a degustação.


E foi nesse cenário que Gèrard Biland, uma pessoa muito simpática, por volta dos 40 anos, com brilho no olhar e sorriso jovial, nos recebeu com um vinho branco, refrescante e perfumado acompanhado de seus deliciosos queijos, entre eles seu grande tesouro, um gruyère de 2 anos de maturação. Simplesmente espetacular!





Logo após esse deleite, acompanhamos a fabricação dos queijos. Gèrard explanava tudo com entusiamo... sobre os detalhes de esquentar o leite a 32° na fornalha a lenha, resfria-lo com água da fonte e a forma de corta-lo com fio de nylon depois de talhado.







Gèrard também nos contou que do leite tudo se aproveita, uma parte para os queijos, outra para yakult e o que é classificado de subproduto, é misturado com cereal para alimentar as criações.






Gèrard e um gruyère de 2 anos de maturação

Depois dessa divertida aula, fomos conhecer as riquezas de seu cofre, o depósito de maturação. Ali os queijos ficam armazenados com a umidade controlada entre 15° e 17°. O tempo para estar disponível ao consumo, leva de 3 a 8 meses, tempo mínimo exigido pela certificação AOP . Os mais preciosos, com maturação de 1 e 2 anos, descansam sem nenhuma pressa.



Rostie com champignon

Com os sentidos já aguçados, almoçamos no charmoso restaurante da família, o Buvette des Invuettes. O cardápio oferece iguarias preparadas com saborosos ingredientes locais, como o Rostie ao molho de champingnon. Não tive dúvidas ao fazer meu pedido: S'il vous plaît, un rostie avec sauce aux champignons, merci!








Enfim, após essa explosão de sabores, seguimos até Broc, pertinho dali, onde fizemos a digestão caminhando pela bela paisagem nas Gorges de la Jogne.


les gorges de la jogne

Estacionamos o carro no início do parque, e seguimos por uma trilha que acompanhava o rio Jogne, atravessando passarelas e pequenos túneis escavados nas rochas. A medida que avançávamos fomos compreendendo melhor o nome do lugar; com o tempo, a força das águas abriu enormes gargantas nas pedras, criando uma paisagem de rara beleza.



Durante o passeio, fui apreciando os detalhes e cuidados que tornam o caminho mais acessível e seguro; tudo construído de forma orgânica, respeitando a natureza local e provocando verdadeiro encantamento aos visitantes. Recomendo!


Pra completar o dia, adoçamos nossos sentidos na incrível fábrica de chocolates Cailler


Fábrica de chocolates Cailler

Logo que chegamos e atravessamos a catraca, a fantasia e a realidade caminharam juntas...




A história da fábrica é contada através de uma viagem audiovisual interativa.






Seguindo um circuito multissensorial, chegamos a um salão com diversos expositores ao alcance das mãos para experimentar, sentir a textura e o aroma dos principais ingredientes como manteiga de cacau, amêndoas e avelãs torradas...





Um corredor com paredes de vidro, permitia acompanhar algumas produções.





Neste ponto, chocolatinhos são servidos à vontade, mas a dica é não exagerar, pois na próxima sala o melhor acontece...diversos e maravilhosos chocolates aguardam para serem saboreados.



Na saída, uma loja com toda a gama de chocolates Cailler está a disposição para quem quiser comprar algumas unidades. Ali é possível encontrar sabores e embalagens exclusivas.


Cafeteria na loja Cailler

Depois desse dia intenso, o sol ainda brilhava, é a vantagem de estar no verão Europeu. Voltamos para casa, cheios de histórias e conversas entusiasmadas, com a certeza de que o roteiro foi um sucesso!


Dica:

Caso prefira fazer esse roteiro com transporte público - que aliás é ótimo - sugiro realiza-lo em dois dias, assim conseguirá aproveitar toda a trilha de Gorges de la Jogne com mais calma. Nós fizemos de carro em um único dia, assim optamos por não fazer a trilha completa, mas apenas parte dela para não ficar cansativo.


Como chegar em Gruyères

De trem:

Descer na estação de Gruyères

Fribourg está localizado no principal eixo ferroviário do país que liga Genebra a Zurique. Na Suíça, o transporte ferroviário é fornecido pela SBB. No cantão de Friburgo, a TPF é responsável pela maioria das linhas de transporte público.

www.cff.ch

www.tpf.ch


Carro:

La Gruyère é atravessado pela auto-estrada A12, que liga Berna a Vevey.


Ônibus alpino O município de Val-de-Charmey, em colaboração com vários parceiros locais, decidiu estender a oferta de transporte público entre Cerniat e o convento de Le Valsainte, durante os finais de semana. O PostBus agora oferece duas corridas no sábado e domingo. www.busalpin.ch


Fábrica de queijos Gruyère e o restaurante Familia Biland

Muito orgulhosa de seu terroir, a família Biland está comprometida em mostrar o conhecimento regional  durante uma visita com degustação de seus produtos.

Desde 1993, essa empresa familiar trabalha na fabricação e venda de queijos.

Restaurante local: Buvette des Invuettes

Contato: Gèrard Biland

1637 Charmey (Gruyère) Tél.: 026 927 37 93 Mobile: 079 708 95 60

https://www.petit-bil.ch/



Fábrica de chocolates Maison Cailler

A Maison Cailler convida a viver uma experiência inesquecível no mundo do chocolate!

Rue Jules Bellet 7-1636 Broc

+ 41 26 921 59 60

De carro:

Pegue a rodovia A12 até a saída Bulle, pegue a H189 e siga 'Charmey-Jaun'. Na rotatória Broc, pegue a 3ª saída para a rue Alexandre Cailler e siga a rue Nestlé para a rue Jules Bellet. Estacionamento grátis.

De trem:

Estação: Broc-Fabrique Aproveite a oferta combinada da SBB RailAway a um preço reduzido, viajando de transporte público: www.cff.ch/cailler

https://www.cailler.ch/fr/maison-cailler

Preços:

Adultos: CHF 15.-

Estudantes, idosos e pessoas com deficiência CHF 12.-

Crianças até 16 anos: grátis - acompanhados com a família


Les Gorges de la Jogne

Bem próximo de Broc e da fábrica de chocolates Callier, a Gorges de la Jogne é uma opção de caminhada agradável e de rara beleza. Se você não tiver tempo suficiente, vale fazer uma parte do caminho ( como nós fizemos) para conhecer e se conectar com a linda natureza do local. É fechado no inverno.

Nível de dificuldade: Fácil

Comprimento: 3.5 km

Duração: 1,2 horas

Route du Pessot 29, 1636 Broc

Informações: La Gruyère Tourisme



Agradecimentos:


My Switzerland Tourism

https://www.myswitzerland.com/pt/


La Gruyère Tourisme

https://www.la-gruyere.ch/fr/ Place des Alpes 26 Caixa postal 593 1630 Bulle tel. +41 (0) 848 424 424


Fotografia: Guilherme de Magalhães Andrade

Contribuição fotográfica: Liamhara Wendt

3 comentários