top of page

A beleza do Cantão de Fribourg!

Atualizado: 22 de ago. de 2021


Reserve um dia ou dois para conhecer a pitoresca cidade de Gruyères e seu entorno!




Acordamos bem cedo para conhecer essa famosa região no Cantão de Friburgo. A programação era intensa e estávamos cheios de expectativas. Nosso ponto de partida foi a cidade de Bulle, mais precisamente na boulangerie em frente a estação de trem, onde tomamos nosso petit déjeuner, a base de croissants, capuccinos e pain au chocolat.




O roteiro agradava a todos, castelos cheios de histórias, tour na fábrica de chocolates, degustação e fabricação de queijos gruyére... e no meio dessa comunhão de desejos, uma caminhada pelos incríveis desfiladeiros de Gorges de la Jogne.




Tão logo que chegamos ao sopé dos pré-Alpes, tive a sensação de mergulhar no passado. Ali está localizada a cidade medieval de Gruyères, com suas muralhas e seu grandioso castelo do século XIII.


Castelo dos Condes de Gruyères

E foi com esse sentimento, que caminhamos nos paralelepípedos da rua principal, admirando as construções que passaram por poucas mudanças ao longo dos séculos, deixando visível paixão em manter a tradição.



Estávamos em pleno verão e o calor não dava trégua, mas por sorte, as fontes espalhadas pela cidade, generosamente jorravam águas límpidas e geladas, proporcionando um alívio delicioso aos sedentos.



Diversas lojas de souvenires e restaurantes com comidas típicas como fondue, rostie, raclete e queijos estavam abertos e prontos para receber os visitantes, que circulavam por ali sem pressa.







jardins do Castelo dos Condes de Gruyères

Observando todos os detalhes, seguimos até o final da rua a fim de conhecer o Castelo dos Condes de Gruyères. Com seus jardins de canteiros impecáveis, a majestosa construção hoje funciona como museu, e traz séculos de histórias da arquitetura, da cultura e da região.



bar H.R. Giger

Nossa próxima parada foi o castelo St. Germain, no meio do centro histórico. O local abriga o instigante museu de H.R.Giger, artista vencedor do prêmio Oscar de melhores efeitos visuais. Aliás foi sensacional encontrar sua obra Alien, o 8° passageiro, e conhecer suas pinturas e esculturas mais importantes! E tão divertido quanto, foi apreciar seu pequeno bar de decoração exótica.






Museu do Tibete

Outra atração que me cativou foi o Museu do Tibete, inaugurado em 2009 com mais de 300 esculturas budistas, pinturas e obras de rituais de diferentes regiões do Himalaia.









Depois absorver todo o encanto da cidade de Gruyères, dirigimos por uma belíssima estrada até o vale Charmey, rumo à pequena e simpática fábrica de queijos da família Biland. Para minha alegria e satisfação dos sentidos, acompanhamos a fabricação do maravilhoso queijo gruyère, com direito a degustação.


E foi nesse cenário que Gèrard Biland, uma pessoa muito simpática, por volta dos 40 anos, com brilho no olhar e sorriso jovial, nos recebeu com um vinho branco, refrescante e perfumado acompanhado de seus deliciosos queijos, entre eles seu grande tesouro, um gruyère de 2 anos de maturação. Simplesmente espetacular!





Logo após esse deleite, acompanhamos a fabricação dos queijos. Gèrard explanava tudo com entusiamo... sobre os detalhes de esquentar o leite a 32° na fornalha a lenha, resfria-lo com água da fonte e a forma de corta-lo com fio de nylon depois de talhado.







Gèrard também nos contou que do leite tudo se aproveita, uma parte para os queijos, outra para yakult e o que é classificado de subproduto, é misturado com cereal para alimentar as criações.






Gèrard e um gruyère de 2 anos de maturação

Depois dessa divertida aula, fomos conhecer as riquezas de seu cofre, o depósito de maturação. Ali os queijos ficam armazenados com a umidade controlada entre 15° e 17°. O tempo para estar disponível ao consumo, leva de 3 a 8 meses, tempo mínimo exigido pela certificação AOP . Os mais preciosos, com maturação de 1 e 2 anos, descansam sem nenhuma pressa.



Rostie com champignon

Com os sentidos já aguçados, almoçamos no charmoso restaurante da família, o Buvette des Invuettes. O cardápio oferece iguarias preparadas com saborosos ingredientes locais, como o Rostie ao molho de champingnon. Não tive dúvidas ao fazer meu pedido: S'il vous plaît, un rostie avec sauce aux champignons, merci!








Enfim, após essa explosão de sabores, seguimos até Broc, pertinho dali, onde fizemos a digestão caminhando pela bela paisagem nas Gorges de la Jogne.


les gorges de la jogne

Estacionamos o carro no início do parque, e seguimos por uma trilha que acompanhava o rio Jogne, atravessando passarelas e pequenos túneis escavados nas rochas. A medida que avançávamos fomos compreendendo melhor o nome do lugar; com o tempo, a força das águas abriu enormes gargantas nas pedras, criando uma paisagem de rara beleza.



Durante o passeio, fui apreciando os detalhes e cuidados que tornam o caminho mais acessível e seguro; tudo construído de forma orgânica, respeitando a natureza local e provocando verdadeiro encantamento aos visitantes. Recomendo!


Pra completar o dia, adoçamos nossos sentidos na incrível fábrica de chocolates Cailler


Fábrica de chocolates Cailler

Logo que chegamos e atravessamos a catraca, a fantasia e a realidade caminharam juntas...




A história da fábrica é contada através de uma viagem audiovisual interativa.






Seguindo um circuito multissensorial, chegamos a um salão com diversos expositores ao alcance das mãos para experimentar, sentir a textura e o aroma dos principais ingredientes como manteiga de cacau, amêndoas e avelãs torradas...





Um corredor com paredes de vidro, permitia acompanhar algumas produções.





Neste ponto, chocolatinhos são servidos à vontade, mas a dica é não exagerar, pois na próxima sala o melhor acontece...diversos e maravilhosos chocolates aguardam para serem saboreados.



Na saída, uma loja com toda a gama de chocolates Cailler está a disposição para quem quiser comprar algumas unidades. Ali é possível encontrar sabores e embalagens exclusivas.


Cafeteria na loja Cailler

Depois desse dia intenso, o sol ainda brilhava, é a vantagem de estar no verão Europeu. Voltamos para casa, cheios de histórias e conversas entusiasmadas, com a certeza de que o roteiro foi um sucesso!


Dica:

Caso prefira fazer esse roteiro com transporte público - que aliás é ótimo - sugiro realiza-lo em dois dias, assim conseguirá aproveitar toda a trilha de Gorges de la Jogne com mais calma. Nós fizemos de carro em um único dia, assim optamos por não fazer a trilha completa, mas apenas parte dela para não ficar cansativo.


Como chegar em Gruyères

De trem:

Descer na estação de Gruyères

Fribourg está localizado no principal eixo ferroviário do país que liga Genebra a Zurique. Na Suíça, o transporte ferroviário é fornecido pela SBB. No cantão de Friburgo, a TPF é responsável pela maioria das linhas de transporte público.


Carro:

La Gruyère é atravessado pela auto-estrada A12, que liga Berna a Vevey.


Ônibus alpino O município de Val-de-Charmey, em colaboração com vários parceiros locais, decidiu estender a oferta de transporte público entre Cerniat e o convento de Le Valsainte, durante os finais de semana. O PostBus agora oferece duas corridas no sábado e domingo. www.busalpin.ch


Fábrica de queijos Gruyère e o restaurante Familia Biland

Muito orgulhosa de seu terroir, a família Biland está comprometida em mostrar o conhecimento regional  durante uma visita com degustação de seus produtos.

Desde 1993, essa empresa familiar trabalha na fabricação e venda de queijos.

Restaurante local: Buvette des Invuettes

Contato: Gèrard Biland

1637 Charmey (Gruyère) Tél.: 026 927 37 93 Mobile: 079 708 95 60



Fábrica de chocolates Maison Cailler

A Maison Cailler convida a viver uma experiência inesquecível no mundo do chocolate!

+ 41 26 921 59 60

De carro:

Pegue a rodovia A12 até a saída Bulle, pegue a H189 e siga 'Charmey-Jaun'. Na rotatória Broc, pegue a 3ª saída para a rue Alexandre Cailler e siga a rue Nestlé para a rue Jules Bellet. Estacionamento grátis.

De trem:

Estação: Broc-Fabrique Aproveite a oferta combinada da SBB RailAway a um preço reduzido, viajando de transporte público: www.cff.ch/cailler

Preços:

Adultos: CHF 15.-

Estudantes, idosos e pessoas com deficiência CHF 12.-

Crianças até 16 anos: grátis - acompanhados com a família


Les Gorges de la Jogne

Bem próximo de Broc e da fábrica de chocolates Callier, a Gorges de la Jogne é uma opção de caminhada agradável e de rara beleza. Se você não tiver tempo suficiente, vale fazer uma parte do caminho ( como nós fizemos) para conhecer e se conectar com a linda natureza do local. É fechado no inverno.

Nível de dificuldade: Fácil

Comprimento: 3.5 km

Duração: 1,2 horas

Route du Pessot 29, 1636 Broc

Informações: La Gruyère Tourisme



Agradecimentos:



https://www.la-gruyere.ch/fr/ Place des Alpes 26 Caixa postal 593 1630 Bulle tel. +41 (0) 848 424 424


Fotografia: Guilherme de Magalhães Andrade

Contribuição fotográfica: Liamhara Wendt

3 comentários

3 comentários


Paulo Luz
Paulo Luz
07 de mar. de 2020

Muito legal!!!!!

Curtir

adnei.andrade
adnei.andrade
06 de mar. de 2020

Parabéns pelo blog! Dá vontade de viajar hoje para lá!!!

Curtir

tarsilandrade
tarsilandrade
06 de mar. de 2020

O quê a gente pode dizer depois de ver essa maravilhosa matéria? Já pra lá!!!! Essa dica é quente, linda, saborosa, convidativa encantadora... Parabéns Lia.lá!!!

Curtir
bottom of page