6 Dicas para economizar na Suiça

Atualizado: 16 de fev.




1 – hospedagem


Em nossas viagens geralmente optamos por alugar uma casa ou apartamento, mesclando conforto e economia, pois possibilita cozinhar, isso faz uma grande diferença no orçamento; além de poder lavar algumas roupas, principalmente se estiver numa viagem longa, economizando assim uma ida a lavanderia express. Se estiver viajando sozinho, pode optar por alugar somente um quarto, combinando o uso da cozinha e lavanderia compartilhados. Gostamos muito da cultura do Airbnb e sempre ficamos satisfeitos.






2 - alimentação


Evite comer em restaurantes, pois são bem caros. Nos supermercados você encontra muitas opções prontas e com qualidade incrível. Preparar um picnic para comer na beira do lago ou no gramado de um parque, é uma ótima pedida. Na Europa é muito comum as pessoas carregarem seu próprio lanche e fazer picnics nos espaços públicos. As redes de supermercados Coop, Migros e Denner estão espalhados pelo país. Para bebidas como vinhos e cervejas, no Denner você encontrará ótimos preços.



3 - transporte


Os transportes públicos são ótimos mas são caros, então uma boa dica é adquirir o Swiss Travel Pass, um bilhete que permite viagens de trem em todo o território Suíço, inclusive ônibus e alguns passeios de barco ( que aliás são especiais). Com o Swiss Travel Pass crianças até 16 anos acompanhados pelos pais não pagam. Esse bilhete também dá acesso gratuito a vários museus; então apesar do preço não ser muito atrativo, somando todos os custos, essa opção acaba sendo uma boa economia.


Para quem gosta de pedalar, recomendo alugar uma bicicleta e conhecer várias cidadezinhas, pois as ciclovias estão por toda parte, é bem seguro e maravilhosooo!!!


Se estiver num grupo de pelo menos 4 pessoas, pode pensar em alugar um carro para explorar lugares onde não há estação de trem.


Morges

4 - passeios


A Suíça é um país com paisagens incríveis, dignas de cartão-postal, para todo lugar que olhamos, nos causa verdadeiro encantamento. Então curtir os lagos, alpes ou bosques já preenche grande parte das expectativas. Outra opção são as trilhas nos diversos desfiladeiros- as gorges- que são bem seguras, sinalizadas e belíssimas. Também alguns castelos e museus são gratuitos, como o Museu de História Natural de Genève e o Bisse de Savièse - construído no início do século XV - que oferece uma caminhada espetacular pelas faces rochosas. Outra dica é ficar de olho nos calendários de alguns museus pagantes, pois eles abrem de forma gratuita um dia por mês.

Confira algumas opções no site: https://torpille.ch/activites-gratuites-suisse-romande/



5 - Água


A qualidade da água na Suíça é impressionante! Em qualquer lugar pode-se beber diretamente da torneira, e em todas as cidades existem fontes espalhadas com água potável e deliciosamente refrescante, portanto ande sempre com o seu cantil e reabasteça à vontade quando precisar. A água engarrafada pode ser bem cara, mesmo nos supermercados.



6 – Presentes


Se você pretende levar “ alguns” presentes na volta da sua viagem, não preciso nem dizer que isso vai sair caro. Então minha dica é: Chocolate! Sim, os chocolates ainda são baratos na Suíça, você encontra inúmeros sabores de dar água na boca. E quem não gostaria de ganhar de presente um dos melhores chocolates do mundo, não é mesmo? Na nossa última viagem, trouxemos chocolates para toda a galera.





Veja também esse roteiro pelo Cantão de Fribourg, incluindo a fábrica de chocolates Cailler






Agradecimentos:

My Switzerland Tourism

https://www.myswitzerland.com/pt/



Siga-me também no Instagram para mais dicas:

@lialaviagens




Fotografia: Guilherme de Magalhães Andrade

Contribuição fotográfica: Liamhara Wendt e Sérgio Diniz

5 comentários